A Chef

A Chef

Conheça a nossa chef!

 

Cozinhar, para Maria Fernanda Tartoni, chef do Tartoni Ristorante, é mais do que uma profissão ou hobby, é uma paixão.  Sentimento esse que surgiu enquanto ela aprendia os primeiros passos da cozinha com a avó materna, que nasceu na Rússia. Com ela, nossa chef aprendeu a fazer quitutes típicos da região e o menu mais tradicional brasileiro. O gosto pela culinária italiana veio logo em seguida, provocado pela sua origem italiana, herdada pela família paterna. Na adolescência, a família e os amigos já sabiam quem chefiaria a cozinha e iria elaborar os gostosos pratos que faziam Fernanda se apaixonar cada vez mais pela gastronomia, em especial a italiana.

Por não ter como opção um curso de gastronomia na época em que prestou vestibular, Maria Fernanda cursou Engenharia Química, área em que também fez seu mestrado e lecionou por um ano na Feevale. O interesse pela profissão foi motivado pela vontade de aprender mais sobre composições químicas e suas misturas, algo importante para quem é responsável pela criação de pratos. Aos 31 anos, no ano de 2005, após se especializar na área gastronômica, a chef abriu seu primeiro restaurante no Bourbon Country, em Porto Alegre: o Tartoni Ristorante.

Em 2006, Fernanda viajou para a Itália em busca de inspirações para o cardápio do Tartoni. Entre as referências encontradas em suas viagens e incluídas nos pratos do restaurante estão a pimenta e o curry, temperos característicos da América Latina e da Ásia. Isso porque a chef gosta de trabalhar a mistura de aromas e composições, para dar um toque especial em sua comida.

Alguns dos nomes dos pratos do Tartoni Ristorante são dedicados a integrantes da família, como o Alla Mama Bete, All’Adilson, Cecília e Elisa. Entre os chefes que mais admira estão Claude Troisgros, do programa “Que Marravilha”, com quem já trabalhou, Alex Atala e Emmanuel Bassoleil.

Fernanda também chefiou um segundo Tartoni Ristorante no Barra Shopping Sul, também em Porto Alegre, por cinco anos. Perguntada sobre a sua vida como chef do Tartoni, Fernanda ela é bem clara: “Acho que não seria tão feliz se tivesse seguido outro caminho.”